Thirteen Reasons Why

01-02-2018

Trabalho apresentado pela aluna Sofia Rego, n.º 27, do 8.º ano, turma C.

Elementos paratextuais

  • Título: Thirteen Reasons Why
  • Autor: Jay Asher
  • Editora: Presença
  • Ano de Edição: 20/10/2007
  • Páginas: 231



.

Jay Asher

Jay Asher nasceu em Arcádia, Califórnia, em 1975. Dedicou-se a diversos trabalhos. Foi bibliotecário e vendedor. Mais tarde, entregou-se à escrita. O autor escreveu vários livros como The Future of Us, Piper e Thirteen Reasons why que esteve entre os mais vendidos durante 45 semanas em Nova Iorque desde o seu lançamento em 2007. Este livro foi também traduzido em mais de 30 países e foram vendidos 3 milhões de exemplares. Recentemente, a Netflix transformou o seu romance numa minissérie de 13 episódios.

Reflexão

Thirteen Reasons why oferece-nos a oportunidade de compreender que razões Hannah Baker teve para se suicidar. Estas razões incluem o facto de não se sentir aceite, de sentir-se incompreendida, rejeitada, desvalorizada, sozinha , vazia e vamos descobri-las a partir de Clay Jensen que vai ouvir treze cassetes que ela gravou antes da sua morte. Em cada uma delas é apresentada a razão e cada pessoa que a levou a ter cometido aquele ato .

Este livro pode servir como um alerta para aqueles que funcionam de forma agressiva ou abusiva, sem se dar conta do quanto podem magoar outra pessoa. Por outro lado, muitos suicídios cometidos por alguns adolescentes são por si só motivadores da culpa dos colegas, que se perguntam o que poderiam ter feito, ou deixado de fazer, para evitar o desfecho trágico. Há também muito sofrimento e dor para os que ficam, nomeadamente familiares e amigos.

Esta narrativa, além de abordar o tema suicídio, também retrata situações de bullying, mentira, desilusões e outros tantos abusos sofridos por Hannah. A história lembra que há vítimas de abusos psicológicos e físicos e ainda aborda a negligência, as famílias disfuncionais e o uso indiscriminado de drogas.